Cats’ Stuff

Comida “humana” para os nossos babies

Para que conste, sou apologista de que precisamos de “alegrar” a dieta dos nossos amigos com algumas guloseimas saudáveis. A comida seca que é a base da dieta dos meus gatos tem um maior nível de proteína do que de outros componentes. É imperativo verificar a composição da comida que se lhes dá, evitando aquela cujo componente maior sejam cereais e, pior ainda, que tenham corantes. A saúde deles depende, em grande parte, da comida que comem. Por isso, escolham bem. Daqui a uns dias posto a dieta dos meus babies. Por enquanto, aqui ficam algumas dicas para snacks saudáveis que podem ser dados aos nossos meninos e que são coisas habituais que temos à nossa mesa.

Carne – Os gatos são carnívoros, pura e simplesmente. Dessa forma, precisam das proteínas da carne para ter um coração forte, uma boa visão e um sistema reprodutivo saudável. Carne cozida, frango, peru e pequenas quantidades de carnes magras (sem sal!) são uma ótima maneira de providenciar as devidas proteínas para os nossos amigos. No entanto, é importante cozer a carne, sem temperos. Nada de carnes cruas.

Frango – o frango é seguro para os gatos comerem e é uma boa fonte de proteína magra, desde que esteja cozido e a pele e gorduras sejam removidas.

Grãos integrais – A aveia tem muita proteína por caloria e é fácil de fazer. Muitos gatos gostam também de milho e a polenta tem uma boa textura que lhes é agradável. Pode experimentar-se também arroz integral, cevada e bagas de trigo, mas pode ser necessário triturá-los primeiro. Os babies tendem a gostar de grãos mais pequenos, como milho e cuscuz. Novamente, é importante cozinhar os cereais, de modo a eliminar bactérias e evitar estômagos irritados. Só assim é que o gato consegue processar uma digestão correta e saudável. Mas não exagere nos cereais. Não são coisas de que eles precisem muito.

Arroz – O arroz é seguro para os gatos e é de fácil digestão. Pode ser útil para alimentar um gato com dor de estômago em combinação com carne cozida. Certifique-se de que o arroz esteja cozido, liso e não dê em muita quantidade.

Peixe – O peixe tem muito Omega 3, que ajuda na acuidade visual do gato, além de ajudar em caso de artrite, doença renal e distúrbios cardíacos. Conservas ou peixe cozido são bons mas esqueça o sushi – nada de peixe cru. Novamente, tudo cozinhado.

Ovos – Os ovos são outra super fonte de proteína para os babies. Novamente, cozidos. O gato não consegue processar ovo cru e pode ser bastante prejudicial.

Vegetais – Nem todos os gatos gostam de vegetais e menos ainda de fruta (açucar não é para felinos e, dessa forma, a fruta). Mas os vegetais são uma rica fonte de vitaminas e têm imensa fibra e água para ajudar na digestão. Experimenta brócolos cozidos a vapor ou espargos. Podes também tentar um hambúrguer vegetariano mas tome cuidado para que este não inclua cebola ou alho. Os meus gatos adoram cenoura e pepino.

Queijo – O queijo é um lanche rico em proteínas, ideal para o seu gato, em pequenas quantidades. A proteína do queijo é, no entanto, menos “completa” do que a carne, o peixe e os ovos. Além disso, a barriga de muitos gatos não consegue lidar com laticínios, então vá muito devagar com as guloseimas de queijo e nem pensar em dar o tal pires de leite. É recomendável usar um queijo duro, como queijo Cheddar, Gouda ou suíço. Pode tentar um queijo com baixo teor de lactose, como queijo Cottage. É muito possível que o seu gato seja intolerante à lactose. Eu não dou nenhum laticínio aos meus gatos. No entanto, se quiser arriscar, só com extremo cuidado e tendo em conta todas as considerações acima referidas.

Iogurte – O iogurte é relativamente seguro para os gatos comerem. Ao contrário de outros produtos lácteos, a lactose é decomposta, tornando-a mais segura para mais gatos. O iogurte está cheio de proteínas, cálcio e probióticos, que são bons para a saúde do gato. No entanto, é importante usar um iogurte natural com leite integral, sem sabores ou adoçantes. Natural, sem mais nada. Sempre, sempre em muito pequenas quantidades.

BIG NO NOs – Alimentos “humanos” que os gatos não devem comer

Álcool – pode causar danos cerebrais ou insuficiência hepática. Se até os humanos não devem consumir álcool, muito menos os nossos babies.

Massa de pão – A massa crua pode causar pancreatite.

Cafeína / Café – Pode ser fatal, causando palpitações cardíacas e respiração rápida.

Doces / Gomas – Podem conter adoçante com xilitol, que é tóxico para os gatos.

Cebolinho – Pode causar dor de estômago e ou anemia.

Chocolate – contém teobromina, que pode causar problemas musculares e cardíacos em gatos.

Leite de côco

Ossos – É provável que se quebrem em pedaços afiados e causar feridas internas e, consequentemente, hemorragias.

Aparas de gordura – Ricas em calorias que podem causar pancreatite.

Alho – Pode causar dor de estômago e ou anemia.

Uvas / Passas – Risco de insuficiência renal com sintomas de vómito e hiperatividade.

Medicamentos humanos

Cogumelos – algumas variedades de cogumelos são tóxicas para os gatos por isso, mais vale evitar todas as qualidades de cogumelo.

Nozes / Sementes – Nozes e sementes como amendoim ou manteiga de amendoim não são saudáveis ​​para os gatos devido ao seu alto teor de gordura. Nozes de macadâmia também são venenosas para gatos.

Cebolas – Pode causar dor de estômago e ou anemia.

Carne crua – As carnes cruas são propensas a agentes patogénicos de origem alimentar, como a salmonela. Carne, só bem cozida.

Xilitol – Um adoçante artificial encontrado em pastilhas elásticas, doces ou alimentos açucarados, que é tóxico para gatos.

Leite / Laticínios – Geralmente, os laticínios podem ser consumidos pelos gatos, mas à medida que envelhecem, os gatos podem tornar-se intolerantes à lactose. Certifique-se de dar quaisquer laticínios aos gatos em pequenas quantidades. Eu não dou. Mas cada um é responsável pelo que faz.